Essa solução tem como objetivo demonstrar o passo a passo de um processo de transferência em cenários vividos pelas escolas no dia a dia. Esse artigo foi desenvolvido para a equipe de gestores escolares, que lida diretamente com as transferências nas escolas e também para a Secretaria Municipal de Educação (SME), que pode ter que realizar alguns processos internos de transferência. 


O processo de transferência pode ser realizado para alunos em alguns cenários de troca de escola. A transferência se aplica para alunos que iniciam o ano letivo em uma escola e, por algum motivo, precisam mudar de unidade escolar. 


Antes de falarmos sobre o processo de transferência em si, devemos prestar atenção em alguns pontos importantes e relevantes que devem ser analisados. 



Segue algumas informações importantes antes de realizar um processo de transferência:  


Aluno cursando: somente é possível realizar uma transferência para alunos que ainda não receberam a situação final, ou seja, que ainda estão cursando no sistema i-Educar. 


Lançamento e envios de notas: antes de realizar uma transferência para algum aluno, verifique se todas as notas, registros escritos e frequência registradas até o dia que o aluno ficou na escola, foram de fato lançados no i-Diário e enviados para o i-Educar. Esse ponto é importante para que a escola de onde o aluno será transferido tenha todas as informações registradas no sistema, pois, depois que um processo de transferência é feito, a escola de saída não terá mais acesso à modificação destes mesmos registros. 


Exemplo: se o aluno Bruno cursou o 8° ano na escola Hercílio Serafim até o dia 17/04 e a primeira etapa (trimestre) se encerrou no dia 10/04, em tese esse aluno realizou todas as avaliações da 1° etapa e possui todas as notas. Para que os documentos utilizados após a transferência estejam alimentados com as etapas e avaliações que o mesmo cursou, é necessário validar se as notas e faltas foram de fato lançadas no i-Diário e enviadas para o i-Educar. A transferência somente deve ser feita após todas as validações de lançamento e envio de notas, faltas e registros.  


Atenção: se o seu município trabalha apenas com o sistema do i-Educar, verifique se as notas (médias) foram lançadas para as etapas que o aluno finalizou na sua escola antes registrar a saída do aluno (transferência). 



Para visualizar o módulo de transferência de um aluno, acesse: Escola > Cadastros > Alunos > Pesquise pelo aluno no qual deseja realizar a transferência e abra o cadastro do mesmo > Clique no botão [Visualizar] e clique no botão [Solicitar transferência]. 


Botão [Visualizar]



Botão [Solicitar transferência]



Tela onde as transferências são cadastradas



Na tela de cadastro da transferência, existem os seguintes campos:  


Aluno: esse campo apresenta o nome do aluno de forma automática dispensando o preenchimento do campo; 


Instituição: nesse campo deve ser informado o nome do município; 


Escola: nesse campo deve ser informado o nome da escola destino do aluno; 


Escola em outro município ou fora da rede?: esse é um campo no formato caixa de marcação, que deve ser utilizado em uma transferência onde a escola de destino fica em outro município. Ao marcar esse campo, três novos campos serão apresentadas para o gestor identificar 'Nome da escola', 'Estado da escola' e 'Município da escola'


Motivo: nesse campo você deve informar o motivo pelo qual o aluno será transferido. 


Data: esse campo se refere a data de transferência do aluno, ou seja, a data de saída da escola atual.


Observação: esse é um campo reservado para registrar informações adicionais na transferência. 


Atualmente existem dois cenários de transferência que podem ser aplicados a um aluno.  



1° Cenário: Transferência de um aluno para uma escola do próprio município:


Esse cenário se aplica para um aluno que cursou parte do ano letivo em uma escola e será transferido para outra escola da mesma rede de ensino, ou seja, do mesmo município. Confira:




2° Cenário: Transferência de um aluno para uma escola de outro município:  


Esse caso se refere a um aluno que cursou parte do ano letivo em uma escola e será transferido para outra escola de fora da rede de ensino atual, ou seja, de outro município. Confira:




Essa são as duas formas de registrar a transferência para um aluno no i-Educar! :) 


Documentos que podem auxiliar nas ações pós transferência


O i-Diário possui alguns registros que podem ser úteis para a escola de destino do aluno, como o 'Registro de notas parciais'. Esse registro apresenta todas as notas das avaliações lançadas para esse aluno por etapa e pode ser utilizado pela escola destino, caso a mesma queira verificar as notas lançadas para o aluno na escola anterior. 


Para visualizar esse registro acesse a turma do aluno pelo i-Diário: Relatórios > Registro de notas parciais.


Para emitir esse registro, basta informar o nome do aluno desejado e a etapa: 





Já no i-Educar você pode emitir o 'Atestado de transferência' e o 'Boletim de transferência', ambos os documentos podem ser utilizados para comprovação de transferência e conferência de notas pela escola destino do aluno. 


Para emitir o atestado de transferência no i-Educar você acessar: Escola > Documentos > Atestados > Atestado de transferência


Para emitir esse documento, basta preencher os campos conforme a necessidade e clicar em [Exibir]:





Para emitir o boletim de transferência no i-Educar você deve acessar: Escola > Documentos > Boletins > Boletim de transferência.


Para emitir esse documento, basta preencher os campos conforme a necessidade e clicar em [Exibir]: 




Atenção: Os documentos emitidos somente irão apresentar as notas se as mesmas forem lançadas antes da transferência do aluno.